A escolha da gravata

Neste post iremos falar sobre a combinação adequada da gravata com a camisa, ou com o fato ou o Blaser.

 

Existem algumas regras que imperam desde há cerca de 2 séculos atrás, algumas delas importadas de outros países da Europa nomeadamente de França, Itália ou Inglaterra e que continuam a ditar a moda do tradicional, no uso da gravata, embora alguns estilistas mais arrojados ou algumas empresas mais modernas e liberais permitam outras combinações, esquecendo as ditas regras.

 

Ditam as regras, que regem o universo da elegância, que não se deve fechar o último botão do casaco/Blaser.

 

Desde a época do rei Eduardo VII (1841-1910), que passou a ser habitual o último botão do casaco/Blaser (de quatro, três ou dois botões) se manter aberto. Dizem as más língua que esta "lei" passou a ser obrigatória no palácio de Buckingham devido à barriga proeminente do rei e á sua dificuldade em respirar com o botão fechado. Se é verdade ou não, desconhece-se. O certo é que esta regra se mantém até aos dias de hoje, excepto para a tão conceituada marca PRADA, que considera que o último grito da moda é abotoar todo o casaco ou Blaser.

 

Esta contradição pode mesmo ser atribuída há algumas campanhas de marcas famosas que, há alguma temporadas, têm apresentado casacos/Blasers com os botões bem abotoados.

 

 

Uso de gravata no local de trabalho

 

É intemporal o uso de gravata no local de trabalho. Há profissões que o exigem sempre, outras que o exigem em determinadas ocasiões, reuniões, actividades ou eventos, outras que dispensam o uso da mesma.

 

Se o seu caso, é o das 2 primeiras hipóteses, então terá de saber escolhê-la, como usá-la, com que usá-la, seguir ou não a última moda ou quando não é obrigatório usá-la.

 

A escolha da gravata terá sempre a ver consigo, pois, muito mais que um acessório, a gravata é um símbolo de estilo pessoal, reflexo de arrojo ou sobriedade, dependendo de cada um.

 

A forma de usá-la (tipo de nó - ver artigo anterior) diz respeito não só ao gosto pessoal, como também à ocasião em que a gravata se vai usar.

 

Como usá-la? Deverá ter em atenção algumas regras básicas, observar o que está na moda e conjugar com o seu tipo de pessoa.

 

Por exemplo:

 

Fato claro com gravata - somente para eventos em locais abertos e muito pouco ou nada formais;

 

Blaser escuro com calça clara (com ou sem gravata, mas preferencialmente sem gravata) - eventos pouco formais como sejam determinados Seminários, Encontros de trabalho ou Congressos;

 

Fato escuro (com ou sem risca giz) com camisa obrigatoriamente clara e gravata a condizer - ambiente formal no local de trabalho, reuniões e eventos formais. Aqui, não esquecer a regra, o último botão do casaco aberto (preferencialmente casaco com corte inglês ou seja, fenda única atrás) quando em pé e todos abertos quando sentado.

 

Algumas dicas:

 

Camisas lisas podem ser usadas com gravatas lisas ou estampadas.

 



 

Camisas estampadas (riscas, xadrez, etc.), devem ser usadas com gravatas lisas, podem também ser usadas com gravatas estampadas (para um estilo mais arrojado), mas terá de ter muita atenção na escolha das mesmas para não parecer um traje de carnaval, lembre-se que nesta situação, está por sua conta e risco.

 



 

 

Para não errar, prefira sempre o tom sobre tom, quer para as camisas lisas ou estampadas. Ou seja, se utiliza gravatas nos tons bordeaux, lilás, outras nuances de rosa, azul, castanho ou verde, o fundo da gravata deverá ser escuro, bege ou branco (já que o fato é escuro) e com estampados nas cores da camisa que vai usar.

 

As camisas rosas, com gravata a combinar e fato em tom cinza são sempre elegantes e sofisticadas.

 

Em resumo, a combinação mais infalível que existe é o eterno fato escuro (com ou sem risca giz) e a camisa branca. Qualquer gravata ficará muito bem.

 


 

 

Ainda em local de trabalho com uso obrigatório de gravata, valem o que valem, as dicas abaixo indicadas:

 

• Use sempre gravata e fato completo;

• Numa reunião não esquecer, o fato clássico, a camisa clássica e a gravata e só tira o casaco quando o líder da reunião o tirar, certo ou errado, assim você não chamará a atenção (desnecessária) na reunião da empresa;

• No caso dos advogados, sempre que vão a tribunal, uso de fato e gravata;

• A 6ª feira é o dia em que pode dispensar o uso da gravata, excepto, se tiver alguma reunião ou evento formal.

 

Se a sua empresa é liberal, moderna e utiliza o estilo pessoal de cada um, então apenas terá de ter em atenção o cliente com que trabalha ou que pretende conquistar, pois, deverá ser criativo, aberto a ideias novas e ao mesmo tempo sedutor.

 

Para finalizar, uma última dica, que vale lembrar… Meias, sempre da cor do sapato ou da calça, nunca da cor da gravata ou da camisa, a menos que queira ser o centro das atenções e não é pelo bom gosto.

 

Há ainda "Muitos homens que reclamam do fato e da gravata e justificam este descontentamento dizendo que se sentem sufocados ou que sofrem com o calor do verão. Independente do motivo da insatisfação ou do descontentamento, dependendo da posição hierárquica ou da profissão, o fato e a gravata continuam a despertar nas mulheres encanto e sedução. Nove entre dez mulheres preferem homens de fato e gravata pelo charme, pela sedução e pela masculinidade que transmitem. Sem falar que esse traje continua a ser sinónimo de respeito, seriedade e profissionalismo."

 

Fonte: Papo de Homem

 

Para estar sempre bem, seguem fotos de gravatas clássicas, modernas e intemporais à venda no nosso site oficial: www.alojadasgravatas.com

publicado por alojadasgravatas às 14:00 | link do post | comentar